10 maio 2007

De quem é a culpa?!?



Aqui está um e-mail que recebi de um grande amigo meu, quando estava em Itália:


"Caro colega,

No primeiro round de exames fiquei KO, pensava que tinha treinado durante o semestre, mas só concluo que vim para a UA fazer turismo.

A culpa é da sociedade que não me preparou, ou pelo menos não me deu as condições necessárias para que tivesse aproveitamento nos anos precedentes. A culpa é dos professores mal formados e que não souberam ou não quiseram ajudar-me a ultrapassar as dificuldades de aprendizagem. A culpa é dos professores que se preocupam em dar a matéria e em ter emprego no ano seguinte. A culpa é do estado que anda sempre a aumentar os imposto e depois fico sem dinheiro para explicações. A culpa é dos professores, porque se ensinassem já não precisava de explicações, mas não se descarta daí as culpas do estado por cobrar muitos imposto e deixar-me sem dinheiro para as explicações, é certo que preciso de explicações por culpa dos profesores, mas a culpa é do estado, porque é ele que os põe lá. A culpa é do Sr. Lemos (o nosso senhorio) que cobra muito dinheiro por um quarto pequeno, sem condições para o estudo, sem circulação de ar, o excesso de dióxido carbono provoca sonolência e impede o raciocino lógico, podendo em caso extremo levar a um estado de alucinações. Já não consigo levantar-me da cama antes das 10h, por culpa do excesso de dióxido carbono acumulado durante a noite.
Qualquer dia começo a libertar monóxido de carbono e como costumas dizer ... “vou de c*#a”

A culpa de tudo até pode ser minha e como futuro engenheiro que espero ser, tenho de provar, tenho de por as hipóteses e provar as teses, mas não consigo fazer isso porque a sociedade não me ajuda a encontrar um quarto condigno a bom preço, os professores não ajudam, porque continuam a ensinar mal, o estado não ajuda porque cobra elevadas propinas e como tal estou condenado...

Ontem vi que não respeitava uma das regras para poder frequentar cálculo 3 no segundo semestre e não me deixavam fazer a inscrição, estava a ver que era preciso lamber as botas da eminência do exmo do professor do doutor possuidor de uma superioridade moral e intelectual que é o nosso vice-reitor.

Os horários já estão na net, tentei telefonar-te mas puff .... deves ter deixado o roaming aki com os tugas."


Pura arte...

1 comentário:

Hermínio Nunes disse...

Áparte a repetitiva e aflitiva constatação óbvia de estarmos num país governado por lorpas com a mania de iluminados, este texto é do melhor que se escreveu em Portugal em matéria de análise política e social.